relacionamento@hdtecnologia.com.br
(62) 3996-7600

Está aberta a temporada da Black Friday!

Enfim, chegou a temporada de descontos que alavancam as vendas que antecedem o Natal. A Black Friday é a oportunidade para os comerciantes esvaziarem o estoque antigo e dar lugar para novos modelos, produtos e serviços para o fim de ano, seja com vendas realizadas pela internet, quanto nas lojas físicas.

 

Com os descontos chegando em até 80%, os consumidores intensificam suas compras, o que contribui para o aumento das vendas. Essa temporada se torna a oportunidade para os lojistas, varejistas e prestadores de serviço incrementarem suas vendas e renovar o estoque.

 

Todos os segmentos podem se beneficiar nesse período, pois outra oportunidade é conquistar e fidelizar clientes e consumidores, especialmente nesse momento de certa insegurança comercial, devido à crise econômica que pairou sobre o país.

 

Muitas empresas já aderiram a Black Friday e estão com vendas recordes, há registros que no período de desconto, a movimentação financeira no país supera milhões de reais, em um único dia, batendo recordes a cada ano que passa. O que indica, se caso sua empresa ainda não tenha aderido a Black Friday, esse é o momento.

 

Pesquisa realizada pelo Ebit, empresa especializada em informações do comércio eletrônico, aponta que o interesse e envolvimento dos consumidores, com relação às promoções do período de Black Friday, as expectativas para a movimentação de vendas para 2016 são ótimas, superando as do ano passado em três pontos percentuais. A expectativa é que a Black Friday gere mais de dois bilhões de reais em vendas.

 

Para isso, sua empresa e equipe precisam estar preparadas para atender a demanda, tanto em estrutura, quanto em atendimento. Uma maneira de fazer com que o cliente se torne fiel, é oferecer condições especiais para ele retornar no Natal, por exemplo.

 

A Black Friday é a oportunidade ideal para sua empresa não apenas vender mais, mas também estreitar relacionamento com o consumidor.

Já está na hora de limpar o estoque para o Natal

Planejamento é a palavra chave para que qualquer empresa prospere, principalmente quando se trata de comércio e indústria, existem inúmeros aspectos a serem levados em conta, como dar atenção para uma variável especial do mercado: a sazonalidade e como ela interfere na gestão do estoque.

 

Dentro da sazonalidade, o Natal é a data mais importante pois é quando o giro comercial é maior do que os demais períodos do ano e se preparar com antecedência é fundamental, por isso, é preciso estar atento ao estoque.

 

Para atender as demandas do natal é preciso conhecer os processos de venda da sua empresa, para esse período do ano. Além de ter um sistema de gestão de estoque, que possibilite ter um inventário real para não faltar ou sobrar mercadoria para o consumidor.

 

Algumas perguntas precisam ser feitas para se preparar para as vendas de Natal:

  1. Quais os produtos que você mais vende no Natal?
  2. Qual o aumento médio da demanda?
  3. Há produtos relacionados que você pode adicionar para incrementar a experiência do cliente?

 

As respostas geradas vão nortear o que será preciso para o período, bem como preparar o estoque para receber os produtos que serão oferecidos para o cliente, a principal vantagem será percebida no caixa, afinal, organização é sinônimo de lucro.

 

O primeiro passo para preparar o estoque é liberar espaço para os novos produtos. Neste mês de outubro uma boa opção é a de realizar promoções de produtos que estão parados no estoque e que não estão relacionados à época do Natal.

 

Opções de promoções:

  1. estoqueDesconto progressivo: o objetivo é aumentar a quantidade de produtos adquiridos por cliente. Desta forma a cada produto comprado o percentual de desconto do cliente aumenta, por exemplo, na compra de 3 itens 6% de desconto, 5 itens 10%, 10 itens 15%.
  2. Desconto especial nas vendas por atacado: esta não é uma opção lucrativa, mas o objetivo é livrar-se de produtos que estão parados no seu estoque. Defina uma quantidade mínima para compra de produtos no atacado e um preço promocional por produto.
  3. Black Friday: uma campanha de vendas realizada no último final de semana do mês de novembro, que concede até 80% de desconto em diversos produtos.

 

Para otimizar esses processos, conte com a Plataforma Lírio da HD Tecnologia que oferece um software de sistema de gestão para alavancar os resultados de sua empresa, inclusive Gestão de Estoque. Conheça o software que vai consagrar seus objetivos.

Para sua empresa crescer você precisa assumir a gestão e sair do operacional

Estar à frente de uma empresa requer do seu gestor uma visão completa do negócio. É importante que o principal líder da empresa volte a sua atenção para a gestão e o crescimento da empresa e para isto é preciso que se afaste das atividades operacionais para que possa dedicar-se as ações estratégicas do negócio.

 

O princípio da boa gestão é alocar as pessoas certas, nas posições certas, que sejam capacitadas para a função que irão desempenhar e que tenham autoridade para tomar as decisões do dia a dia. Cabe ao gestor definir os objetivos, as metas e acompanhar os indicadores para avaliar os resultados e tomar as principais decisões quanto ao direcionamento do negócio.

 

Para que isto ocorra é importante que o gestor seja capaz de capacitar sua equipe, coordenar projetos, analisar os resultados e acompanhar as tendências de mercado, para melhor direcionar a tomada de decisões. Para isto, é preciso que o empresário se afaste da rotina operacional e tenha uma visão de todas as diferentes áreas da empresa.

 

erp - sistema de gestãoMas, para isto, é importante que a figura de um gerente de área assuma a área operacional e tenha ligação direta com o gestor, assim a produtividade não será comprometida e o gestor não terá receio em se afastar. O líder operacional é importante para a rotina diária da empresa e sua atuação deve ser focada em uma área específica. Esta visão focada fará com que ele tenha os melhores resultados, mas esta figura é destinada aos gerentes ou diretores de área.

 

Cabe ao gestor definir a direção de crescimento da empresa. Mesmo sabendo da importância em assumir a função de gestor, alguns empresários ainda enfrentam dificuldades em se desligar da rotina operacional e para ajudá-lo temos algumas dicas:

 

1. Prepare sua equipe: Nada disso será feito da noite para o dia, comece preparando a sua equipe, ensine o que você sabe, compartilhe conhecimento, assim você conseguirá manter a boa qualidade da operação.
2. Monitore metas e indicadores: Acompanhar resultados é um dos pontos importante na rotina do gestor. Depois de delegar as atividades para sua equipe, defina objetivos e metas. As metas informam quanto ao desempenho de sua equipe, elas precisam ser alcançáveis, mas ao mesmo tempo desafiadoras.
3. Planeje o crescimento: você conhece os detalhes do negócio e sabe quais ações podem contribuir para o crescimento da empresa. É importante estabelecer um plano para o crescimento, ações para aquisição de novos clientes, captação de recursos, melhoria da gestão financeira, investimentos em pessoas e infraestrutura.

 

O importante é compreender que, como um bom gestor é você quem dá direção ao negócio. Por este motivo é indispensável que você esteja ciente do que acontece no todo e não apenas em parte. Busque aprimorar suas habilidades como gestor e se você ainda não conseguiu se afastar por completo da rotina operacional dê o primeiro passo, selecionando pessoas capazes de gerir sua equipe.

Empreendedorismo – atitude e inovação

Você sabia que 50% dos brasileiros têm tendência ao empreendedorismo?

 

Talvez a afirmação acima deixe muita gente impressionada, mas pode acreditar ela é real. Para embasar mais este dado, primeiro temos que desmistificar a ideia de que empreendedor é aquele que abre um negócio ou uma empresa.

 

É mais provável que o termo apropriado para “abridor de empresas” seja empresário, mas nem sempre um empresário seja empreendedor. O termo empreendedor engloba um significado que pode muitas das vezes te surpreender pelo fato de você descobrir que também pode ser empreendedor. Empreender está diretamente ligado ao ato de inovar e tomar atitudes que possam fazer a diferença. Existem uns que acreditam que já nasceram empreendedores, outros que desenvolveram a capacidade de lhe dar com o mercado.

 

Sob a perspectiva de empreendedorismo como inovação vemos que a capacidade de empreender está na capacidade de o sujeito fazer mudanças sociais e institucionais. Sendo assim, temos um país onde 50% das pessoas são capazes de fazer mudanças e assim inovar no segmento em que querem atuar.

 

Mas para o empreendedor a inovação só é inovação se ela for capaz de gerar valor que atenda a real necessidade de um segmento ou grupo de pessoas. Empreendedorismo é criar algo diferente e com valor. O melhor caminho para empresas que querem empreender e começar pelas mudanças, ou melhor, é começar a incluir em sua cultura o potencial para inovar.

 

Talvez você não saiba como fazer isso, ou melhor, não saiba empreender, mas acompanhar as mudanças no mercado é primordial. Mudanças tecnológicas, sociais e institucionais podem fazer com que você insira a vertente empreendedora em seu negócio.

 

Pode ser também a atualização de um processo ou método, aprimorar a gestão de estoque, financeira, contratos e vendas, ações que podem levar ao crescimento do seu negócio. Recalibrar os processos de gestão empresarial da empresa, pode trazer mudanças positivas e consequentemente criar uma barreira contra a crise.

 

É comum você se sentir obrigado a ser empreendedor porque o mercado bombardeia um trilhão de conselhos de como se tornar um, até porque para empreender é preciso sair das velhas fórmulas de como alcançar o sucesso. Por isso fique atento. Empreender depende mais das suas atitudes do que de qualquer outra coisa. Assuma novas atitudes, inove e crie valor, seu poder de empreendedor estará aí.

Estoque encalhado – como se livrar do prejuízo

O sucesso de seu negócio está especialmente vinculado à boa gestão do estoque que você tem. Assim como um estoque limitado pode diminuir seus custos e fazer com que o preço dos produtos aumente, o estoque parado representa dinheiro parado.

 

Já ressaltamos a importância da gestão e controle de estoque, especialmente para você que é empresário no setor comercial, de fábrica, entre outros que trabalhe com fluxo de produtos. O mercado pode ser instável e as vezes a falta de controle e a motivação para diminuir os custos e aumentar os lucros, pode gerar acumulo de mercadoria, ou melhor um estoque encalhado. Se você está passando por uma situação parecida, preparamos 3 conselhos para você liberar a mercadoria.

 

1 .Faça uma promoção

 

Se não há outro caminho para seu estoque, o melhor é recuperar esse dinheiro parado em forma de mercadoria.

 

Existem várias formas de fazer uma liquidação, seja o velho compre 3 e pague dois, ou mesmo vincular os produtos em liquidação com outros não estão em promoção, para deixar ainda mais interessante.

 

Lembre-se que o estoque está parado pois de certa forma precisava de um melhor controle, então desapegue e abra a mão. Além de dinheiro parado, este estoque empatado já gerou custos logísticos e operacionais, ou seja, é hora de correr atrás do prejuízo.

 

2 .Use a tecnologia a seu favor

 

Use seu banco de dados para informar às pessoas suas promoções. Enviar e-mail marketing com uma newsletter promocional pode ser ideal para alcançar o público consumidor.

 

Divulgar suas estratégias promocionais por meio de seu site ou redes sociais, pode ser mais simples do que você imagina, além de gerar resultados positivos.

 

3  .Dê um upgrade em seu ponto de venda

 

Faixas e cartazes anunciando promoções, dependendo do seu negócio, são um bom chamariz para quem quer comprar. Se você tiver verba, pode investir em publicidade, como carros de som e outdoor. Não se esqueça que nenhuma ideia pode ser descartada.

 

Dica extra – Divulgue em sites de compra coletiva

 

Dependendo do seu ramo de atuação, divulgar em sites de compra coletiva, parece ser um ótima ideia. As pessoas acessam bastante este tipo de site, pois lá encontram melhores preços, além do retorno, que para as empresas, costuma ser bem positivo.

 

A última cartada – Solucione o que causa o problema

 

Ao final destes conselhos, se nada der certo, a opção é renegociar os produtos, conversar com seu fornecedor uma possível devolução ou recompra por parte dele. O importante é não deixar que o prejuízo bata em sua porta.

 

Ficar atento ao controle de estoque e vivenciar de olhos abertos o mercado, talvez fosse o melhor conselho, se não fosse uma obrigatoriedade para toda empresa que quer crescer. Para não deixar o estoque inflado, é preciso haver gestão e controle. Os melhores mecanismos para que isso aconteça existem e perpassam de planilhas a bons sistemas de gestão e controle.

 

O ideal é automatizar e confiar na tecnologia. Para quem está começando, planilhas ajudam, mas à medida que o negócio cresce, elas se tornam obsoletas. Se para você as planilhas de controle de estoque não funcionam mais, o melhor é adquirir um software que atenda bem as necessidades de sua empresa. Se você ainda não começou a fazer a gestão o estoque, preparamos então uma Planilha Completa do Estoque é só clicar abaixo:

 

A HD é expert em controle de estoque!

 

Há mais de 21 anos no mercado, a HD Tecnologia trabalha em prol dos empreendedores que buscam sucesso!

 

Especialistas em sistema de gestão, queremos partilhar com você que precisa adquirir um sistema de gestão, nosso módulo para Gestão de Estoque. Para você que não quer mais ver mercadoria acumulada, conheça as funcionalidades do nosso sistema para estoque:

 

  • Controles por grade de cor e tamanho, grupo, fornecedor, família dentre muitas outras segmentações;
  • Tabela de preço varejo, atacado, promoção ou personalizado;
  • Administração dos tributos de forma simplificada com NCM, e demais informações para NFE e SPED;
  • Ficha técnica e foto do produto;
  • Facilidades para controle de garantia e números de série;
  • Visualização rápida de rentabilidade por produto;
  • Estoques mínimo e máximo;
  • Reserva de Estoque;
  • Controle de Consignado;
  • Inventário por coletor de dados;
  • Composição de preços do item..

Vender mais: os passos para o sucesso! (5º passo – inovação em vendas)

Hoje encerramos nossa coletânea exclusiva de textos sobre vendas.  intuito era criar um passo-a-passo para abordar melhor as infinitas possibilidades de venda sem cair nas velhas “dicas de como vender mais”. Desta forma trabalhamos do planejamento de vendas à importância do tratamento ao cliente, do controle das vendas à organização do estabelecimento.

 

Nós da HD, sempre acreditamos no potencial daqueles que têm satisfação em ser empreendedor. Acreditamos na curiosidade dos empreendedores – que acessaram nossos artigos se aprofundando em novas reflexões que perpassam as estratégias de vendas – como um sinal de inovação para vocês próprios. E já que estamos falando em inovação é com chave de ouro que fechamos esse projeto – de muitos que virão – com o seguinte passo: “Inovação em vendas”.

 

Talvez a pergunta feita com mais frequência por todo empreendedor, seja: Como faço para vender mais?

 

O que poderíamos refletir sobre isso é: O que estamos vendendo? Como estamos vendendo? O que eu tenho de atrativo que exige que eu queira que venda mais? Vamos primeiro entender que inovar não é necessariamente criar algo totalmente novo, mas sim fazer algo que sua empresa ainda não tentou, seja uma atitude, mudança na gestão, uma compra, uma venda, etc.

 

Inovar exige ação do empreendedor, afim de alcançar um resultado melhor do que o que vinha sendo obtido. Quando falamos em inovação, logo se pensa: “Vamos tirar tudo do lugar!”. Mas na verdade inovar é uma tarefa que tem que ser dada em pequenos passos, um pouco a cada dia.

 

A inovação em vendas é pensar em coisas novas que estão inseridas nesta nuvem. Do funcionamento da empresa ao produto, do vendedor às estratégias. Você pode inovar, por exemplo, alterando as políticas internas da empresa como substituir as comissões individuais por comissões calculadas sobre o desempenho de toda a equipe.

 

Quando consideramos a inovação de canais de vendas, parte da criação de novas formas de vender, até a gestão e remodelagem de seus canais atuais, como investimento em marketing e novas mídias. Motivar seus vendedores para que eles entendam de negócios e não apenas de técnicas de vendas, deve ser uma obrigação básica da organização, para que eles possam a partir deste conhecimento trazer a inovação ao processo de venda.

 

Ouvir seus vendedores é um passo crucial. Afinal, eles são a verdadeira linha de frente de sua organização. Por fim, inovar é lembrar principalmente o que você vende. Propomos a dinâmica abaixo e talvez seja a pergunta faltava para você começar a inovar nas vendas.

 

Criada pelo professor do IMD N. Kumar, a pergunta é bem simples, mas é um ponto de partida para quem não sabe por onde começar.

 

“Quais fatores poderiam ser criados como novidade – coisas que nunca foram feitas antes pela concorrência? Onde podemos realmente inovar?”

 

Seria interessante reunir sua equipe de vendas para que a pergunta seja respondida em grupo, de preferência com a participação do máximo possível de pessoas. Feita a pergunta, o primeiro, ou melhor, o quinto passo será dado para vender mais.

 

Gestão de vendas

 

Sistematizar as vendas é um passo importantíssimo para poder vender mais. Saber como está o estoque, o financeiro e outros setores é fator estratégico nas decisões de venda.

 

Gestão é sinônimo de descomplicar, especialmente em vendas, onde o tempo é o grande desafio e as decisões precisam ser diretas e rápidas. O melhor controle que podemos ter é aquele que é usado por todos da equipe.

 

Para convencer profissionais de vendas a preencherem relatórios, por exemplo, temos que mostrar o significado desta tarefa. Sem isso, qualquer sistema ou método, não se aplica às vendas. Os sistemas de gestão estão aí. Como ressaltei, inovar é fazer diferente do que vem sendo feito.

 

 

HD para uma Gestão de Venda eficiente!

 

A Gestão de venda de seu negócio vai ficar em boas mãos!

 

Há 21 anos no mercado, somos especialistas em sistema de gestão empresarial. Apresentamos você ao nosso sistema de gestão empresarial “Lírio”. Rápido, fácil e completo! Dentre os recursos de venda do sistema estão:

 

  • CRM;
  • Funil de Vendas;
  • Orçamentos;
  • Ciclo de vendas;
  • Geração de oportunidades;
  • Geração e acompanhamento de Leads;
  • Venda Varejo/Atacado/Consignada;
  • Televendas;
  • Tabelas de Preços;
  • Comissionamento de Gerentes/Vendedores;

 

Sua gestão de vendas pode ser automatizada, gerando mais tranquilidade e tempo para você.

Se é para vender mais, conte com a gente!

Fluxo de caixa – O pulmão da sua empresa!

O Fluxo de Caixa é como o pulmão financeiro de uma empresa. Para que sua empresa respire melhor o controle eficiente do Fluxo de Caixa é indispensável. O fluxo caixa é ponto determinante para a gestão financeira de sua empresa. O fluxo de caixa irá orientar a entrada e a saída de caixa num determinado período.

 

“Através do fluxo de caixa, é possível fazer um acompanhamento das entradas e saídas de recursos e avaliar se a empresa trabalha com folga ou aperto financeiro”, diz José Carlos Cavalcante do Sebrae-SP.

 

É preciso de fôlego para manter sua empresa forte em um mercado em constante variação, e isso pode gerar muito estresse para você. Entender o fluxo de caixa pode ser mais fácil do que você imagina. Você só precisa registrar todas suas movimentações financeiras assim que elas acontecem.

Preparamos 5 passos simples para começar a organizar o fluxo de caixa. De forma mais prática, estes passos te levarão ao controle financeiro.

 

Passo 01: Previsão

 

Para começar o seu planejamento você precisa definir qual período você irá controlar. Este é o período que você vai pôr no papel as perspectivas e possibilidades que serão geradas financeiramente para sua empresa. Que tal fazer a previsão dos próximos 12 meses?

 

Passo 2: Saldo total

 

Saiba qual o saldo de todas as contas da sua empresa. Reúna todos os saldos da sua empresa neste exato momento. Contas bancárias, cofre, caixinha administrativo, enfim todo dinheiro disponível na sua empresa. Anote este valor. Este número será o ponto de partida do controle do fluxo de caixa da sua empresa.

 

Passo 3: Pagamentos e recebimentos

 

Registre todas as contas a pagar e a receber. Anote todas as contas que sua empresa tem para pagar aos seus fornecedores e todas as contas que sua empresa tem para receber dos seus clientes. Este é o grande ponto para saber o que virá pela frente. Se sua empresa comprou ou vendeu a prazo é preciso acompanhar os vencimentos de perto.

 

Evite pagamento de juros e multas por atraso e receber dos seus clientes em dia devem ser regras dentro da sua empresa. Por exemplo, se sua empresa comprou um equipamento em 10 vezes, anote as 10 parcelas no seu fluxo de caixa, assim, você já verá que nos próximos 10 meses parte do seu caixa está comprometido com o pagamento do seu fornecedor. Você deve fazer o mesmo com as contas a receber.

 

Passo 4: Atualize o Fluxo de Caixa

 

Anote todas as entradas e saídas de dinheiro que acontecerem no caixa da sua empresa no momento em que eles acontecerem. A correria do dia-a-dia é a principal justificativa para anotar depois. Esta é uma armadilha perigosa e uma das causas do descontrole financeiro.

 

Crie o hábito de anotar tudo será muito bom para o controle financeiro da sua empresa. Desta maneira, você poderá consultar seu fluxo de caixa a qualquer momento com a certeza de que os dados anotados estão corretos e atualizados.

 

Passo 5: Planejamento Financeiro

 

Analise e corrija o planejamento financeiro. Com os dados do seu fluxo de caixa atualizados você pode identificar com bastante antecedência o que irá acontecer com o caixa da sua empresa. Por exemplo, se a empresa não vender mais ou não negociar o prazo de pagamentos é possível que em alguma situação, o saldo operacional ficará negativo, ou seja, será preciso recorrer ao dinheiro guardado ou até mesmo a empréstimos para manter o saldo dos meses positivos. Ter esta informação pode te ajudar a tomar a melhor decisão num período de dificuldades.

 

Facilite seu trabalho!

 

Muitas empresas adotam um sistema de controle da entrada e saída de dinheiro. Em empresas menores, ou que querem se dedicar mais ao controle do fluxo de caixa, uma simples planilha consegue resolver o problema. A verdade é que se render à tecnologia é o melhor caminho, Empresas de sucesso optam por sistemas mais elaborados para fazer este controle.

 

Gestão financeira é com a HD

 

Como anda a saúde financeira da sua empresa? Além das tradicionais planilhas eletrônicas, nós recomendamos nosso sistema de gestão “Lírio”. O controle financeiro de seu negócio vai ficar em boas mãos!

 

Há 21 anos no mercado, somos especialistas em sistema de gestão empresarial e gestão financeira, tais como:

 

  • Contas a pagar;
  • Contas a receber;
  • Fluxo de Caixa;
  • Conciliação bancária/Controle de banco;
  • D.R.E (Demonstrativo de resultados);
  • Emissão de boletos
  • Integração bancária (Remessa e Retorno).

O que seu Cliente realmente quer?

Clientes difíceis existem aos montes, e nem sempre ele sabe o que quer. “Estou só dando uma olhadinha”, “só quero saber o preço” ou “estou orçando” são frases comuns ditas pelos consumidores. Independente do ramo em que sua empresa atua, conquistar e efetivar clientes pode ser uma tarefa constante que exige treinamento da equipe e uma boa gestão de relacionamento.

 

A HD Tecnologia já está há 23 anos no mercado e por meio desta experiência, preparamos 4 pontos fundamentais sobre como começar a entender o que o cliente realmente quer.

 

1. Todo cliente gosta de ser bem tratado

 

Essa é maior realidade de todas. Quem não gosta de ser bem tratado? Pense em você mesmo, quando está no papel de cliente. Ser respeitado é fundamental. Atitudes grosserias afastam os clientes e mesmo que alguém esteja em um mau dia, você representa a empresa e nunca deve esquecer do bons modos.

 

Dê tempo ao cliente para que você possa entender melhor o que ele quer. Tentar deduzir do que ele precisa antes da hora soa como “será que este vendedor está me subestimando”?

 

2. Clientes gostam de agilidade

 

“Quando a preguiça do vendedor é tão evidente que o próprio consumidor tem que ir atrás do que ele precisa, tem alguma coisa errada.” Entretanto agilidade não significa despejar uma tonelada de opções de produtos sobre o cliente. É preciso entender o que ele quer e não empurrar coisas que não tem nada a ver. Agilidade também envolve as outras etapas de compra. A demora para pagar por exemplo, pode fazer o cliente desistir da compra.

 

Utilize um bom software e você terá a agilidade em suas mãos! Tecnologia é um fator fundamental para a otimização e organização dos processos dentro da firma.

 

3. Vendedor tem que fazer perguntas

 

Utilizar o mesmo discurso para todos os cliente é um erro grave. “O produto perfeito para você” é um clichê que entra pelo um ouvido do cliente e sai pelo o outro. Se você não sabe da necessidade do cliente, não há solução. Crie valor na cabeça do cliente, ele precisa saber que você está interessado em ajudá-lo e não somente em vender.

 

Foque na solução do problema, faça perguntas, perguntas pertinentes para descobrir do que ele precisa e só assim você tornará seu produto realmente interessante. É preciso entender o problema antes de ejetar a solução.O ideal, de acordo com os especialistas é sugerir até três opções de produtos ou soluções que atendam à necessidade do cliente.

 

4. Cada cliente é exclusivo, cada necessidade é única

 

Na verdade, todo cliente quer se sentir exclusivo e esta demanda seus vendedores e sua empresa devem atender. Não adianta nada oferecer o produto, vender e no momento que o cliente liga precisando de assistência, o serviço de atendimento não condiz com a sedução referente à compra.

 

“Aguarde o atendimento…”, “Sr., não posso fazer nada no momento”, “Vou abrir um chamado e retornamos em até tantos dias” são frases que enfurecem instantaneamente seu cliente. Mais uma vez, invista em tecnologia e informação. Existem várias alternativas de relacionamento com o cliente, que desafogam as demandas do atendimento.

 

BÔNUS: Você deve ser o que seu slogan diz

 

Seja transparente e honesto. “Consistência no discurso e na prática é o que leva uma empresa a ter credibilidade no mercado, com seus fornecedores e clientes.” A própria equipe precisa acreditar no slogan da empresa. Se você age de forma contrário ao que você diz oferecer, nem seus clientes nem seus funcionários irão te respeitar.

 

Fingir qualidade só para que a venda seja realizada, é colocar a imagem da empresa, do dono do negócio e até mesmo do que ele acabou de vender, em risco. Se o vendedor não tiver a informação que o consumidor precisa, é melhor ser sincero. “Não quero te passar uma informação errada” é uma das frases que ele gostaria de escutar.

 

Como anda a gestão da sua empresa?

 

A gestão da sua empresa pode estar comprometendo a gestão de seus clientes. Uma equipe sobrecarregada e sem automação em seus serviços, se cansa mais rápido, se estressa depressa e acaba não cumprindo o estipulado.

 

Sistemas de gestão empresarial estão aí para isso. Se você já tem um sistema, já pensou se ele está atendendo de forma eficiente suas demandas empresariais. O controle do estoque, o controle do caixa e o controle fiscal e a gestão dos outros setores necessitam de um controle eficaz e rápido.

 

A atualização ou aplicação de um sistema CRM pode facilitar e otimizar potencialmente as capacidades da sua equipe e de seus negócios. Lembre-se de que todos querem ser bem tratados como clientes. E como diz o dito popular, a mão que aponta também será a primeira a te aplaudir.